Sejam bem vindos ao Blog da Profª Sueli

" "Carpe Diem" quer dizer "colha o dia". Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente."

Rubem Alves

Páginas

domingo, 18 de maio de 2008

Como apresentar Seminário

Mais uma contribuição da Profª. Marilsa, para este blog. Dicas e orientações de como elaborar e apresentar SEMINÁRIOS.


Toda comunicação oral, o seminário inclusive, deve levar em conta, além da linguagem falada (que se utiliza da entonação, acentuação e ritmo), alguns aspectos físicos ( dos apresentadores/falantes e do lugar) além do conteúdo que está sendo tratado. São eles:

• Qualidade da voz, melodia, elocução (seleção e disposição das palavras e frases) e pausas, respiração, risos e suspiros;
• Atitudes corporais, movimentos, gestos, trocas de olhares, mímicas faciais;
• Ocupação dos lugares, espaço pessoal, distâncias, contato físico;
• Roupas, disfarces, penteados, óculos, limpeza;
• Iluminação, lugares, disposição das cadeiras, ordem, ventilação, decoração.
Ao apresentar um seminário, o expositor deve ter em mente que seu papel/função deve ser transmitir um conteúdo, informar, esclarecer, modificar o conhecimento dos ouvintes.
Para atingir este objetivo, o expositor deve levar em conta aquilo que seus ouvintes já sabem sobre o tema; deve, ao longo de sua exposição, avaliar a dificuldade daquilo que está ensinando e, se necessário, dizer de outra maneira, reformular, dar exemplos. O expositor deve, também, fazer perguntas a fim de estimular a atenção dos ouvintes e de verificar se seus objetivos estão sendo atingidos, ou seja, se todo mundo está entendendo sua exposição.
Antes, porém, da exposição das informações, é necessário que haja uma triagem (seleção) do conteúdo a ser transmitido, uma organização do que foi escolhido, distinguindo as idéias principais das secundárias, com a finalidade de garantir uma progressão clara e coerente do que se pretende expor e concluir.
Em seguida, estas informações devem ser organizadas em partes e subpartes que serão as diferentes fases do seminário.
A seguir, a seqüência das FASES DE UM SEMINÁRIO:
1. ABERTURA – Um expositor (pode ou não fazer parte do grupo) dirige-se ao auditório e apresenta os expositores.
Exemplos: a) “Bom dia, pessoal! Gostaria de apresentar a vocês os componentes do meu grupo: Fulano, Ciclano, Beltrano ...” b) “Atenção, turma! Vamos chamar à frente da classe o grupo Tal que vai falar a vocês sobre um tema muito interessante, a ser apresentado em forma de seminário...”
2. INTRODUÇÃO AO TEMA – Etapa de apresentação, delimitação do assunto. Dá ao orador a oportunidade de explicar as razões de suas escolhas. Esta fase deve mobilizar a atenção e a curiosidade dos ouvintes e, para isso, o expositor deve utilizar uma foto ou ilustração relacionada ao tema, colocar uma questão-isca que desperte a curiosidade, contar uma anedota, fazer perguntas, etc.
Exemplos: a) “Esse seminário abordará tal assunto...”
b) ”Vamos tentar explicar a vocês a importância da ...”
3. APRESENTAÇÃO DO PLANO DA EXPOSIÇÃO – Deve esclarecer, ao mesmo tempo, sobre o produto (o texto planejado) e sobre o procedimento (a forma, a seqüência da exposição).
Exemplos: a) “Falaremos, primeiramente sobre... Depois, daremos alguns exemplos, para, em seguida, abordarmos os seguintes aspectos...” b) “Iniciaremos com uma descrição geral sobre... Em segundo lugar, vamos nos ater especialmente a... Depois, faremos também um detalhamento... E, ainda, veremos... Por fim, iremos...”
4. DESENVOLVIMENTO DO ASSUNTO – É o encadeamento dos diferentes temas (e subtemas) e a quantidade deles deve corresponder ao número anunciado no plano. Faz- se necessário ressaltar que esta fase é a mais importante do seminário e, para que as idéias sejam assimiladas pelos ouvintes, é necessário que elas sejam expostas numa progressão coerente, o que se consegue atentando-se para: a) a coesão temática, ou a ligação, a articulação dos diferentes aspectos de um mesmo assunto; b) a sinalização do texto, ou a distinção das idéias principais das secundárias; c) a introdução de exemplos, sejam eles explicativos ou ilustrativos, tais como cartazes, mapas, gráficos, tabelas, transparências, etc.; e d) a reformulação de palavras ou idéias, para esclarecer as dúvidas dos ouvintes diante de termos novos ou difíceis.
Exemplos: a) “A questão que abordaremos agora é... Isso nos leva à seguinte reflexão:... Então, chegamos agora a um ponto muito importante...” b) Devemos notar, sobretudo, esses dois aspectos... Em outras palavras, podemos chamar de... E, agora, exemplificando...”
5. RECAPITULAÇÃO E SÍNTESE – É a retomada dos pontos principais da exposição e também a fase de transição entre ela e as duas etapas de conclusão que virão a seguir.
Exemplos: a) “Então, para terminar, vamos fazer uma síntese de tudo o que vimos até aqui...” b) “Em resumo, podemos dizer...”
6. CONCLUSÃO – É a transmissão da mensagem final, mas pode ser, também, a proposta de um problema novo aos ouvintes, ou o início de um debate, uma roda de conversa, a execução de algum exercício ou atividade de verificação, uma dinâmica, etc.
Exemplos: a) “Agora, finalizando nosso seminário, vamos colocar a seguinte questão...” b) “Para concluir, queremos deixar a seguinte mensagem...”
7. ENCERRAMENTO – Nesta fase, cabem os agradecimentos ao auditório.
Exemplos: a) “Gostaríamos de agradecer a atenção de todos os presentes...” b) “Esperamos que, de alguma forma, tenhamos contribuído para ampliar o conhecimento de vocês sobre...”
Para que haja compreensão e assimilação do assunto exposto, faz-se necessário, ainda, a observação das seguintes orientações:
• falar alto e dis-tin-ta-mente, nem muito rápido, nem muito lentamente;
• gerenciar pausas;
• captar a atenção da audiência, variando a voz e gerenciando o suspense;
• cuidar da postura, não exagerando nos gestos, mas também não ficando imóvel;
• alternar discurso (fala) e apresentação de documentos diversificados (cartazes, mapas, gráficos, transparências, etc.) e ter em mãos um bom plano ou esquema

Em resumo, o trabalho com seminário envolve todas as etapas abaixo discriminadas:
- tomar consciência da situação de comunicação levando em conta a finalidade e o público alvo;
- pesquisar, ler e explorar textos e/ou documentos diversos (gráficos, fotos, gravações... inclusive) a fim de coletar informações sobre o tema a ser exposto;
- selecionar informações a partir dos textos e/ou documentos pesquisados, exercitando, deste modo, a elaboração de anotações escritas e desenvolvendo as capacidades de exemplificar, ilustrar e explicar;
- distinguir idéias principais de secundárias ao estruturar a exposição das mesmas;
- ordenar os temas, subtemas e/ou tópicos, intercalando-os com exemplos, ao elaborar o plano de exposição;
- preparar anotações/esquema, transparências, mapas, gráficos, tabelas... para servirem de suporte durante a exposição;
- antecipar as dificuldades de compreensão dos ouvintes reformulando ou substituindo as palavras difíceis;
- preparar o seminário, fazendo a ligação (articulação) entre as diversas fases da exposição (abertura, introdução, apresentação, desenvolvimento, resumo, conclusão, encerramento);
- coordenar a distribuição da palavra entre os elementos do grupo;
- treinar para a exposição, tomando consciência da importância da voz, do olhar, da atitude corporal;
- tomar a palavra diante de um grupo.

31 comentários:

lorena disse...

"ameiii esse blog era tudo que eu precisava para meu trabalho de história.vlw"

Amandha disse...

Muito bom!! Adoreii ~~*

lucimara disse...

gostei muito dessas explicaçoes me ajudou muito.

nathalia disse...

certamente . vai me ajudar.

obrigada

bjos

Taís Tâmara disse...

Estou impressionada com as suas explicações me ajudaram muito estou cursando o 1º semestre de letras e não sabia como organizar um seminário e já paguei um micão agora voufazer tudo certinho, desde já obrigada!
Taís

Nayara Samora disse...

Achei muito interessante esse blog e principalmente as dicas,pois estou no 3º semestre do curso de tradução einterpretação e hoje terei um super seminário para apresentar,assim tentarei incluir todas as dicas naminha apresentação.

Prof Jotta disse...

Boa noite,

Estava buscando algumas sugestões de como prepara rum seminário para meus alunos de Ensino Médio e adoraram as suas, obrigado.

att. Jotta

wwwjottanilto.blogspot.com

Anônimo disse...

Obrigada, amei, era tudo o q eu precisava!!

B.Marcela disse...

Minha querida e amada professora e de mais ela sabe tudo sobre portugues isso e so uma pequena amostra.

Jennifer disse...

Nossa muito obrigada, essas dicas irao me ajudar bastante, sempre fico muito nervosa lá na frente. Obrigada mesmo que Deus te abençõe cada dia mais e te conseda mais inteligencia para poder ajudar a todos.

Anônimo disse...

muito bom.cara

linda de joao pessoa disse...

muito claro e esclarecedor. claro que vou sequi-lo estou preparando meu primeiro seminario.beijos eobrigado.

Ilma disse...

Realmente era o que eu estava querendo!
Minha profª pediu a apresentação de um seminário - só que os prof°s esquecem que nem todos os alunos sabem o que é e como apresentar um seminário...
Obrigada pelo conhecimento transmitido.
Abraços, Ilma Costa

philipebinderli disse...

Sou estudante de letras na UFS e espero que tenha sucesso no meu seminario com essas dicas.

Heider disse...

muito boas essas dicas, espero dar um show no meu seminário, falando sobre
o grande filósofo Aristóteles!!!
valeu muito obrigado..

Anônimo disse...

Muto legal
isso vai me ajudar muitoo

Assis Gualter disse...

Gostaria de perguntar se um professsor, na condição de avaliador poderia interromper a apresentação para fezer perguntas e criticar o trabalho? Considero antiético, um vez que o(s) aluno(s) que apresentam estão sendo avaliados(nervosos de um modo geral), alem de perderem o contexto.

Anônimo disse...

Impressionante! Informações de grande utilidade. Tenho certeza q me ajudará bastante!

juliana disse...

adorei. vai ajudar muito!

sirlleide disse...

gostei muito desse blog mi ajudou no trabalho de geografia muito bom

Anônimo disse...

faltou citar a fonte: http://hamiltont.blogspot.com
Esse texto é do prof. Hamilton da UFC

Sueli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sueli disse...

Caro Anônimo,

Você só esqueceu de verificar as datas de publicação do texto.
No meu blog, foi publicado em 18/05/2008, após contribuição da minha amiga Marilsa, professora de língua portugesa.

A publicação no blog do Prof. Hamilton foi feita em 17/09/2009, e pelo visto, você não leu todas as informações do blog do Prof. Hamilton da UFC, que no final da sua publicação cita a fonte, conforme segue:
Conteúdo baseado no texto da professora Sueli em: http://professorasueli-historia.blogspot.com/2008/05/como-apresentar-seminrio.html)

JEYSE disse...

Obg! vai mim ajudar bastante no seminário que irei fazer.

Grata!

Anônimo disse...

Amei as sugestões!!! Irão ajudar-me bastante a trabalhar seminários com os meus alunos do Ensino Médio.

jefferson disse...

Muito legal esse blog tá de parabéns quem o fez gostei muito mesmo , me ajudou bastante.

Anônimo disse...

Caraca??????
Em maio vou arrebentar no seminário da facul de Ciências Sociais.
José Augusto

Anônimo disse...

Gostei bastante. vai me ajudar concerteza a apresentar um trabalho amanha !

Noé Gomes disse...

Realmente, muito interessante o seu blog e o conteúdo deste post! Também milito na blogsfera e como pensei ser interessante o conteúdo aqui publicado coloquei uma referência no blog que mantenho ativo. Segue o link: http://falando-historia.blogspot.com.br/2012/06/seminario-para-as-aulas.html Será uma honra poder contar contigo como parceira do Blog Falando de História!
Colocamos o link do seu blog no canto direito do nosso blog junto com outros que achamos interessantes como o seu.
Um abraço e sucesso,
Noé

Bruna Souza disse...

mto obr pelas dias. E lembrem-se que o seu público está ali para aprender com você, eles estão ainda na ignoráncia e seu papel é fazê-los compreender, n tem porquê ficar nervoso, se ninguém irá te contestar e dizer "TÁ ERRADO!!!" o máx. Que eles podem fazer é tirar dúvidas. Obg pelo excelente texto e boa sorte a todos!

Anônimo disse...

Obrigado pelas palavras, era tudo que gostaria de ouvir!